sábado, 20 de abril de 2013

Uma Igreja Relevante para a Comunidade


Por Marcos Aurélio dos Santos

Realizar o cumprimento da missão de Deus para a igreja é uma questão desafiadora. Em meio aos desafios deparamos com a incumbência de ser uma igreja relevante para a comunidade onde estamos inseridos, e a vontade de Deus na missão é ver sua igreja como serva. Evangelização e serviço são declarações irrevogáveis de Deus para a missão da igreja. Sem estes, não haverá cumprimento da mesma. Seremos semelhantes a um navio à deriva em alto mar, sem destino, não sabendo para onde vai.  

A igreja deve ser serva porque aquele que a comprou com sangue precioso foi servo de todos, e o fez em submissão ao Pai. Seu amor sacrificial nos chama para amar como ele nos amou. Quem ama serve. Então, a igreja deve amar o próximo como a si mesmo para expressar o amor de Deus ao mundo, revelar a todos os benefícios oferecidos por sua maravilhosa Graça.

Nisto, obedecemos ao ultimato de Deus de ser luz para o mundo, um farol para as comunidades, lâmpada para os cegos, candeeiro para que outros possam sair da escuridão encontrando assim, possibilidades de um novo recomeço.    

Uma igreja relevante para a comunidade não se limita a quatro paredes. Não se detém apenas em programações dentro de seu “gueto eclesiástico”, ela deve ir para além das portas. Esta deve interagir com a comunidade em ações de justiça. Ação social aos desfavorecidos, cobrar das autoridades questões básicas para o bairro como saneamento, saúde, moradia, segurança e outros.

Cumprir a missão de Deus é realizar a vontade da trindade. E qual é sua vontade? Sua vontade, é que como igreja possamos exercer nosso papel de serva, desprendendo-se de tudo que possa nos desviar da missão, e, esta deve expressar o amor de Deus para a humanidade . O individualismo, a ausência de compartilhamento, a falta de ética e justiça, o tradicionalismo, o formalismo e outros, são perigosos inimigos  da missão que podem nos distanciar de fazer a vontade do Eterno na questão da missão. Tais atitudes devem ser repudiadas pelas igrejas que realmente querem servir a Jesus em seu Reino.

Uma igreja relevante para a comunidade deve ser contagiante. Ama a comunhão entre os irmãos e aborrece todo tipo de contendas. Lidera perdão, pois ele é a mola mestre que sustenta os relacionamentos, é nele e por ele que as relações encontram maturidade, esforça-se na prática do amor, da partilha, da misericórdia, do acolhimento, da fé. 

É nesta prática que acontece o contagio. É em meio à interação na comunidade que a igreja encontrará simpatizantes. O poder de Deus manifestado pela presença do Espirito Santo na vida da igreja certamente atrairá os que estão de fora. A igreja deve se apresentar diante do  Pai como cooperadora na missão, entendendo seu propósito para ela.

Por fim, a relevância da igreja encontra-se em sua disposição para servir a ao próximo, atender ao chamado do Cristo, realizar o projeto de Deus para a humanidade, ser agenciadora do Reino e encarnar seus valores. A profundidade da relevância da igreja está em disposição de ser luz para a comunidade onde ela está inserida.  

A Deus toda Glória, amém !      


     
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário