terça-feira, 5 de junho de 2012

A Relação Entre Predestinação e Livre-Arbítrio


Por Marcos Aurélio Dos Santos

Estamos diante de um tema de difícil explicação, e a razão pelo qual é complexo se dá pelo fato de que ambas as posições são escriturísticas. O assunto tem sido objeto de discussão através da história do cristianismo a mais de dois mil anos, e hoje tem sido para nós um grande desafio. Os teólogos chamam estas interrogações de antinomia. Isto acontece quando duas doutrinas bíblicas parecem discordar uma da outra.  

O obstáculo notório é que na Bíblia existe uma coleção de versículos afirmando que Deus é soberano para escolher quem ele quer. Ele escolheu, predestinou, elegeu. Em sua soberania ele tem seus escolhidos desde a fundação do mundo (Rm 8.29; Ef 1. 4-5,11; Rm.9. 6-29; 1Pe. 2.8; Jd 4; 1 Pe 1.2,20. Nas palavras de Jesus esta verdade é confirmada: Ninguém poderá vir a mim, se, pelo pai, não lhe for concedido (Jo. 6.65; 6.44; 10.25-28).

Por outro lado, encontramos vários versículos que afirmam o contrario e diz  que o homem deve se arrepender, e, portanto é responsável pelos seus atos. Deus é paciente em esperar nosso arrependimento (2 Pe. 3.9), é possível rejeitar a salvação (Mt. 23.37), temos o livre arbítrio pra ouvir ou não a sua voz e arrepender-se (Ap. 3.20). Leia também: Lc 15.7; Ap.16.9; Ap.16.11.   

Sua soberania é indiscutível porque esta verdade esta explicita em toda a Bíblia. Ele é o Deus todo poderoso e soberano sobre todas as coisas. Tanto o homem como todas as coisas que foram criadas têm como propósito glorificar o Deus de toda a eternidade porque tudo foi feito por ele e para ele, e,  portanto ele é indiscutivelmente soberano para escolher quem ele quer.

O homem por sua vez deve arrepender-se de seus pecados, reconhecer sua condição de pecador, sua depravação. Sua responsabilidade está em retornar para Deus numa atitude de humilhação e arrependimento sincero. Deve ouvir a voz de Deus (Ap.3.20), Aceitar a salvação (Mt.23.37) e atender a perspectiva de Deus quanto ao arrependimento.

O tema predestinação e livre arbítrio têm levados vários estudiosos da Bíblia a trilhar no caminho perigoso do extremismo. O hipercalvinismo e o arminianismo extremo tomam posições radicais não deixando espaço para uma análise mais equilibrada das escrituras.

O primeiro afirma que Deus já tem seus escolhidos desde a fundação do mundo e, portanto não há necessidade de evangelizar. Deus haverá de salvar os seus. O Hipercalvinismo não admite a ideia da responsabilidade humana dogmatizando a doutrina da predestinação.

A segunda diz que o homem deve buscar e se esforçar para receber a salvação, não crê na depravação total do homem, não admitindo a ação exclusiva de Deus quanto à salvação dos perdidos.   

Não optando pelos extremos, entendemos que o assunto deve ser analisado com prudência e humildade, pois ambas são escriturísticas. Como já dissemos, a soberania de Deus é indiscutível, mas algumas questões difíceis de explicar precisam ser colocadas aqui.

Primeiro, como Deus pode escolher a uns e desprezar a outros, visto que as escrituras diz que Deus não faz acepção de pessoas (Mt.11.28; Jo.17.20; 6.39) ? Seria pela sua presciência, sabendo quem haveria de aceitar a Cristo (arminianismo), ou pela sua soberania escolhendo quem ele quer (calvinismo)?

Segundo, e o que dizer do caso de faraó onde as escrituras nos informa que num momento Deus endurece seu coração, mais adiante o rei por sua própia vontade endurece o seu coração (Ex. 9; 12; 8:15). Soberania de Deus e livre arbítrio se misturam no caso de faraó? Difícil de responder.

Não há outro caminho a trilhar se não o do equilíbrio (Pv.3.21). Creio na possibilidade de unir duas verdades bíblicas que parecem divergir uma da outra num paradoxo. Não podemos exaltar uma doutrina em detrimento da outra, ambas são como duas linhas que correm horizontalmente lado a lado e que se encontram no final. Como diz o Dr. Augustus Nicodemus, são como dois trilhos de trem que seguem no sentido horizontal e depois desaparecem. Não sabemos o destino, somente no final.

Olhando por esta janela, podemos crer que Deus é soberano para predestinar, eleger, escolher e até rejeitar quem ele quer, mas por outro lado, o homem é responsável pelos seus atos. É desafiado a buscar a Deus. Deve arrepender-se de seus pecados, crer em Jesus e aceitá-lo como Senhor e Salvador de suas vidas. Certamente o mistério que atravessa os séculos será revelado na eternidade, pois como diz o apostolo Paulo: Conhecemos em parte, mas na sua vinda o que está oculto será revelado (1 Cor. 13. 8-12).


Portanto, Deus é soberano e tem os seus escolhidos desde a fundação do mundo, no entanto a escritura anuncia a todos os homens que se arrependam e se convertam dos seus maus caminhos (Mt 4:17;Mc 1:15;At;2:38;At:17:30).





Reações:

26 comentários:

  1. Deus nos escolheu NELE, antes da fundação do mundo. Deus é soberano, e ele não esta na linha do tempo, esta na linha eterna. o tempo para ele é limitação. Agora, quando ele fala na sua palavra, fala para pessoas temporais, limitadas entre o antes e o depois. A Igreja, seu povo, antes era um mistério oculto quando a terra ainda não era nem firmada, mas em Deus, já existia. Quem esta na linha do tempo, acha dificil entender isso. O mistério antes oculto, apareceu. Então, não é mais um mistério. Então, acredito que a predestinação começa depois da eleição. Embora para Deus, na linha eterna, Ele é pre-sabia, que uns iriam resistir esta salvação, como também outros iriam concordar com ela. Deus é o que faz a história acontecer na linha do tempo. Na linha do tempo, Deus deixou em sua palavra diversas passagens que falam tanto da resistência ao evangelho como também da aceitação (o nome disso é preciência). Tanto antes como depois da queda se vê o livre arbítrio.Em resumo, acredito no livre arbítrio, na predestinação de Deus na sua linha e na nossa depois da eleição. Nossa eleição foi prevista em Cristo, como também a resistência de muita gente. Agora em Cristo, somos predestinados para a eternidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Relevante! Grande Abraço Romildão.

      Excluir
    2. Eu acredito no livre arbitrio,e na predestinaçao,só nao acredito que deus condena individos,para o inferno,nós fazemos nossas escolhas!

      Excluir
    3. Concordo.Muito simples de entender, o homem é quem complica.

      Excluir
  2. Marcos,

    Não consigo crer na existência de um livre arbítrio para a salvação. Mas acho interessante que busca achar uma relação entre os dois pensamentos. É desafiador.

    Veja o vídeo abaixo:
    http://www.youtube.com/watch?v=-qy9IQuiZHY

    ResponderExcluir
  3. MARCOS, creio que Deus é soberano para eleger/escolher e até para rejeitar quem Ele quiser!
    Creio que Ele conheceu, predestinou, chamou, justificou, glorificou!!
    Creio que, em Sua soberania, Ele tem os Seus eleitos desde antes da criação do mundo!!!
    Creio que ninguém pode ir a Jesus, a não ser que isto lhe seja dado pelo Pai!!!!
    Creio que os seres humanos eleitos devem se arrepender de seus pecados e, portanto, que são responsáveis pelos seus atos!!!!
    Creio que os eleitos, além de se arrepender, devem crer em Jesus e aceitá-lO como Senhor e Salvador de suas vidas.
    Creio que Deus é paciente em esperar o arrependimento dos Seus eleitos!!!
    Creio que os eleitos têm o livre arbítrio para ouvirem ou não a voz de Jesus e para terem comunhão com Ele!
    Creio que os eleitos de Deus são desafiados a buscarem Deus!!
    Creio que é possível os não-eleitos rejeitarem a salvação!!

    ResponderExcluir
  4. Não creio que Deus criou o homem e que ele ja tinha os escolhidos.
    Todos fomos escolhidos, mas com livre arbitrio ou seja livre escolha.
    Nós ja nascemos pecadores,e Jesus veio para salvar à todos, porém o homem tem direito de escolher o caminho ele quer seguir.
    Deus ele não força vc a nada, ele quer seu reconhecimento, sua obediencia, seu amor. Judas traiu Jesus, mas ele nao se arrependeu e fez: suicídio e no entanto teve ladrão na cruz ao seu lado e acreditou Nele e foi salvo.
    E o outro tbm teve escolha, poderia ser salvo, mas por não crer que Jesus é ÚNICO SALVADOR foi para outro caminho. Para isso existe duas portas, dois caminhos a escolha é sua e não de Deus. Ele quer salvação de todos e não disse eu morri por a,b,c,....mas por TODOS!!!! Jesus morreu por mim e por vc, basta vc escolher e reconhecer todo seu sofrimento e humilhação de morrer na cruz. Deus é amor e amor indescritível!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É eu concordo com o seu argumento, também penso assim, tem muitos que só quer o bem de Deus, quero dizer as coisas boas, e quando o sofrimento vem eles não aceita e nem admite, como a mulher de Jó, só aceitava o bem, e o mal lhe causava revolta. Eu sei que o sofrimento, é ruim, mas o que fazer se somos pecadores?

      Excluir
    2. É eu concordo com o seu argumento, também penso assim, tem muitos que só quer o bem de Deus, quero dizer as coisas boas, e quando o sofrimento vem eles não aceita e nem admite, como a mulher de Jó, só aceitava o bem, e o mal lhe causava revolta. Eu sei que o sofrimento, é ruim, mas o que fazer se somos pecadores?

      Excluir
  5. As duas portas, a benção e a maldição, a morte e a vida.
    A escolha pessoal para elas!!!

    Assunto de séééculos!!!

    ResponderExcluir
  6. sou calminiano hehe, a predestinação ja ocorreu com a aceitação do Filho, mas essa aceitação implica não em merito do homem, mas em reconhecimento que ele é pecador, a a gloria da salvação é somente de Deus, que preparou-nos obras em tempos eternos para que fossemos assegurados e edificados na salvação, não é bem sinergia, não mesmo.

    ResponderExcluir
  7. GLORIA DEUS POR TERMOS PESSOAS QUE SE PREOCUPAM COM A VERDADEIRA MENSAGEM BÍBLICA E NÃO COMPLICAM. VEMOS A EXPLICAÇÃO CLARA DESTE TEMA NA PASSAGEM DA MULHER CANANEIA: ONDE CRISTO DISSE QUE TINHA VINDO PARA OS JUDEUS E QUE NÃO ERA LICITO PEGAR OS PAES DOS FILHOS E DAR AOS CACHORRINHOS, MAS PELA HUMILDADE , BUSCA INSISTENTE. AQUELA MULHER ALCANÇOU O FAVOR DE DEUS QUE PARECIA TÃO DISTANTE DELA.

    ResponderExcluir
  8. o hm nasce do pecado e seu destino e a morte.neste caminho ele conhece e aceita a salvaçao mudando seu destino nisto aplica-se a livre escolha. Quem convence o hm de seus pecados é o ES e quem concede a fé para crer é Deus nisto aplica-se a ajuda e eleiçao de Deus. Disto entende-se q Deus predestinou a pessoa [pela ajuda] e este hm exerceu sua liberdade [pela aceitaçao]. E aqueles q Deus nao proporcionou os meios para justificar-se e salvar-se?? O plano é outro?? Deste rolo Deus predestinou p/a salvaçao e o arbitrio é p/o escolhido só. só. só.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na minha opinião é a conclusao mais equilibrada

      Excluir
  9. Todos nós somos escolhidos de Deus,pois somos criados por Deus.Pense como um pai que educa seus filhos e ensinam a eles como ser pessoas de bem,ter caráter,e também lhes mostram o outro lado ruim.No decorrer da vida desses filhos eles vão se deparar com vários acontecimentos e com várias escolhas boa ou más,e ai eles fazem suas escolhas de ser um bom homem ou um mal homem.
    Assim somos nós,Deus deixou sua palavra como coisa boa para nós,mas também falou do caminho mal e de suas consequencias,( Eis que ponho diante de vós o caminho da vida e o caminho da morte).O caminho é Jesus Cristo,quem crê nele e for batizado será salvo,mas quem não crê será condenado.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  10. A questão está em como entender o Reino! Deus é Soberano e elegeu os seus antes da fundação do mundo, isto é, salvação do Espírito. Agora temos que andar com responsabilidade, buscando o Senhor todos os dias, se alimentando Dele, deixando sua cruz nos muer, nos quebrantar, pois o Reino se conquista por esforço, isto implica na salvação da alma. A salvação do Espírito é pela graça, mas a salvação da alma para reinarmos no milênio com Cristo é por esforço pessoal, onde ganharemos a coroa, ou seja, Galardão, ou perderemos por nossas escolhas o renino milenar, ou seja, perda do reino. cada um veja como edifica, com madeira, palha, feno, ou com ouro, prata ou pedras preciosas.

    ResponderExcluir
  11. A questão está em como entender o Reino! Deus é Soberano e elegeu os seus antes da fundação do mundo, isto é, salvação do Espírito. Agora temos que andar com responsabilidade, buscando o Senhor todos os dias, se alimentando Dele, deixando sua cruz nos muer, nos quebrantar, pois o Reino se conquista por esforço, isto implica na salvação da alma. A salvação do Espírito é pela graça, mas a salvação da alma para reinarmos no milênio com Cristo é por esforço pessoal, onde ganharemos a coroa, ou seja, Galardão, ou perderemos por nossas escolhas o renino milenar, ou seja, perda do reino. cada um veja como edifica, com madeira, palha, feno, ou com ouro, prata ou pedras preciosas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "...A salvação do Espírito é pela graça, mas a salvação da alma para reinarmos no milênio com Cristo é por esforço pessoal,..."

      Então,segundo você,o Espírito (uma parte de mim) já foi salvo desde a fundação do mundo,e a alma (outra parte de mim) tem que se esforçar para ganhar a salvação através de méritos próprios. Interessante,nunca tinha ouvido ou lido tal coisa.

      Então,segundo você,,agora,com o Espírito já salvo é a alma que tem que correr atrás da salvação. E se a alma falhar? O que acontece? O Espírito já salvo vai pra glória e a alma que perdeu a salvação,pois não teve méritos próprios,vai pra condenação?

      Segundo o Apóstolo Paulo ele nos ensinou que devem ser conservados santos tanto a alma,o corpo e o espírito,e,também,nos informa que a salvação em nenhum momento é pelas obras,méritos próprios,mas,sim,unicamente e exclusivamente pela graça - favor não merecido.

      “E o mesmo Deus de paz vos SANTIFIQUE EM TUDO; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, seja, plenamente CONSERVADOS IRREPREENSÍVEIS para a vinda de no Senhor Jesus Cristo. Fiel é o que vos chama, o qual também o fará”.
      (Carta de Paulo 1ªTessalonicenses 5:23-24 - bíblia)

      "Porque PELA GRAÇA sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.NÃO VEM DE OBRAS, para que ninguém se glorie;"
      (Carta de Paulo aos Efésios 2.8.9 - bíblia)

      E Paulo diz categoricamente que a salvação do cristão se dá devido a misericórdia de Deus (graça) e não pelos nosso méritos próprios - as obras:

      "NÃO PELAS OBRAS de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia NOS SALVOU pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo."

      No entanto,segundo você, a coisa é bem diferente,isto é,o "Espírito",você escreve em maiúscula,já está salvo desde a fundação do mundo,mas,a alma,essa tem que adquirir por méritos própios sua própria salvação - as obras.

      Não sou pastor,nem teólogo e nem professor. Sendo assim,posso até estar errado nas minhas observações com relação ao que você apresentou. Assim acredito que você irá me explicar com mais clareza essa questão que,segundo o que eu entendo baseado na bíblia,pra mim soou de uma maneira muito esquisita.

      Com carinho e respeito
      ReiLeao

      Excluir
  12. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  13. Eles jamais conseguirão harmonizar predestinação com livre arbítrio. Mesmo que na verdade bíblica, a predestinação não anula o livre arbítrio do homem, o que seria logico. Mas Deus não trabalha com a logica humana,

    Deus é justo por isso ele predestinou seu povo, e ao mesmo tempo deu o livre arbítrio ao homem, e o chamou ao arrependimento, como podemos ver em DEUTERONÔMIO 30; 19
    Agora analise; SE O HOMEM ESCOLHESSE A VIDA, QUEM O SALVARIA? porque está escrito. HEBREUS 10; 4 PORQUE É IMPOSSÍVEL QUE O SANGUE DE TOUROS E BODE REMOVA PECADOS. Essa era e lei daqueles dias, e por ela ninguém poderia ser salvo.
    E Cristo que é a salvação do povo de Deus estar em um futuro distante. Qual seria a salvação deles?

    E se houvesse salvação ali, por que Cristo viria? morrer em vão.
    Pois se já ha salvação? anula-se a graça de Deus.

    Como diz; SE A JUSTIÇA FOR DECORRENTE A LEI, DAR SE O CASO DE QUE CRISTO VEIO MORRER EM VÃO.
    Esse livre arbítrio não é para escolha da vida eterna e sim, para outro fim, é o que diz as escrituras.

    ResponderExcluir
  14. ~todos estão longe de entenderem esse assunto, e jamais entenderão pela sabedoria humana.

    ResponderExcluir
  15. Não faz sentido, Deus escolher alguns em detrimento de outros já que todos fazem parte da sua criação. Não faz sentido o livre arbítrio, já que, Ele é oniciente e sabe de todas as coisas inclusive o nosso futuro.

    Prefiro acreditar que Ele não interfere em nossas vidas ou em nossas escolhas, tudo são causas e consequências, afinal já nascemos predestinados a condenação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí é que tá Naiia, se Deus deixasse por nossa escolha nós NUNCA escolheremos a Cristo,(por causa do pecado somos predestinados a condenação), nós só escolhemos, porque ele nos escolhe primeiro, isso é graça. não vem de nós. O novo nascimento que Jesus falou era espiritual, e espiritualmente todo homem é morto, e morto não tem como decidir nada entendeu? O mundo JAZ no maligno. JAZ tu sabe, é referente aos mortos. Quanto ao escolher uns em detrimento de outros aí é com a soberania de Deus. Ele é soberano e como a própria bíblia diz a respeito disso:"Terei misericórdia de quem eu quiser ter misericórdia e terei compaixão de quem eu quiser ter compaixão".
      Romanos 9:15 Tudo é dele, ele faz o que ele quiser. E te digo uma coisa Deus não está sendo injusto, ele está sendo misericordioso, porque se todos pecaram e todos são dignos do inferno, então ele não precisaria salvar ninguém e começaria tudo de novo. Pois Ele vai mostrar aos que pecaram toda a sua justiça e nada escapará. Então se alegre se tu é uma eleita, fale e ore para que outros possam alcançar essa misericórdia, pois ele pode se compadecer de quem ele quiser. E a fé vem pelo ouvir,ouvir a palavra de Deus, pode ser que alguém que te escute seja um dos eleitos aguardando o chamado.

      Excluir
  16. Deus amou a todos e Jesus morreu por aqueles q iam crer nele, pois como poderia salvar aquele q não acredita q Ele era o filho de Deus. Então Deus deu oportunidade para todos porém nem todos aceitaram, e como Deus é soberano e sabe de tudo antes q aconteça, ele já sabe quem vai aceita lo e quem não vai, mesmo antes dessa pessoa nascer. Por isso q Jesus morreu para alguns e não pra todos... Porém Deus amou a todos e Jesus morreu para salvar o mundo...mas o mundo na maioria, rejeitou essa salvação ...

    ResponderExcluir
  17. A paz, nao sou tao entendida, mas gostaria de compartilhar:
    Acho que existe as duas coisas tambem, é certo que Deus sabe de todas a coisas, entao ele certamente, antes de criar o mundo, ja sabia quem seriam os salvos. Mas se fosse essa a unica verdade nem precisavamos passar pela terra. Entao acredito que ai entra o livre arbitrio, como lucifer escolheu ser satanas, ou, opositor a Deus mesmo estando no ceu. Deus viu que os seres que ele criou, podiam ter uma especie resistencia interna, um desejo obscuro. Entao entra a terra, estamos predestinados segundo a vontade de Deus, todos, inclinados para a salvaçao. Mas precisamos ser provados,ai entra o livre arbitrio, vemos o mal de perto, para o nosso espirito ser testado até as ultimas entranhas e se resistirmos, no ceus, nada mudara nossa opiniao, la teremos a certeza de tudo que sonhamos.
    Mas acho que apesar de tudo existe ainda assim, um misterio de Deus nisso tudo, ele diz que os pensamentos dele sao mais altos que os nossos. Acho que tem muito mais, coisas ocultas, que nao conseguimos deduzir

    ResponderExcluir
  18. E se Ele predestinou todo o homem, com a condição de direito p escolha? Deus é soberano e misericordioso, me lembro de uma vez q Ele : me arrependo de ter feito o homem, Deus tem mistério q o homem em seu limite n entende, quem disse q o homem entende tudo sobre Deus? Ora já chegou momento de Deus dizer vou fazer tal coisa, e não fez, justamente pela sua misericórdia, será q tudo é ao pé da letra?

    ResponderExcluir