sábado, 10 de março de 2012

Uma Espiritualidade que Caminha para Cristo

Por Marcos Aurélio Dos Santos


Várias formas de espiritualidade tem se observado nas igrejas evangélicas de nossos dias. Na busca do sagrado, ela se manifesta de várias maneiras. Dedicação à oração, frequentar os cultos regularmente, ser dizimista fiel, ler a Bíblia, estudar teologia, vivenciar experiências místicas como falar em línguas e profetizar. Em fim, as variações diferem em cada denominação.

Acredito que estas práticas sem dúvida contribuem para a busca de uma espiritualidade verdadeira, contanto que nossas motivações sejam corretas. No entanto, a questão da espiritualidade deve tomar dimensões maiores. Ela está profundamente ligada a maneira de como nos relacionamos com Deus e com o próximo.

A espiritualidade cristã se manifesta de forma relevante quando a busca almeja amar a Deus e ao próximo com a nós mesmo (Mc.12.33; Lc.6.27; Jo. 13.34; Deut.19.19; Jos.23.11). Na busca do sagrado, nosso alvo deve partir de um coração desejoso de amar a Deus, conhecê-lo, envolvendo-se em uma experiência amorosa, desfrutando de seu amor paternal que por sua vez devemos praticá-lo em nossa relação com o próximo.

A prática da espiritualidade cristã sendo trilhada por caminhos corretos e motivações relevantes, certamente nos levará à maturidade onde o resultado deve ser refletir a imagem de Cristo em nós. 

Vejamos o que diz Ricardo Barbosa de Souza em seu artigo, Espiritualidade e Espiritualidades:

"O propósito da espiritualidade cristã é o nosso crescimento em direção a Cristo, ser conformados à imagem de Jesus Cristo. Não se trata de um ajustamento sociológico ou psicológico, de sentir-se bem emocionalmente ou socialmente, mas de um processo de crescimento e transformação. Para Paulo isto significa caminhar em direção à perfeita varonilidade, à medida de estatura de Cristo. Ele mesmo afirma que a vida encontra-se oculta em Cristo e, por esta razão, devemos buscar as coisas do alto onde Cristo vive. O fim da espiritualidade cristã está numa humanidade madura e completa em Cristo".

Uma espiritualidade que não caminha na direção de Cristo, certamente não é verdadeira. Somente nele encontramos o verdadeiro sentido da vida Cristã. Orar, Ler e estudar a Bíblia, dizimar e outras práticas de espiritualidade só terão valor se a motivação for o amor a Deus e ao próximo. Perdão, misericórdia, fé, acolhimento, companheirismo, comunhão, Suportar uns aos outros, Levar a carga, submissão, se estas coisas se manifestam em nós, certamente estamos trilhando no verdadeiro caminho da espiritualidade.

Há um desafio que devemos enfrentar quanto à questão da espiritualidade nas igrejas evangélicas em nosso meio. Percebe-se que nossa espiritualidade está muito fragmentada, isto por causa de nossa tendência de levarmos as questões espirituais ao extremo, o que é perigoso. Cada grupo tem sua maneira de buscar o sagrado. Uns enfatizam a oração (Busca de poder), outros a teologia e até mesmo aqueles que se envolvem em práticas estranhas de misticismo, que não são encontradas nos relatos das igrejas do Novo Testamento.

O desafio está em viver uma espiritualidade de maneira integral e equilibrada. Teologia e oração devem caminhar juntas. Se desenvolvermos uma teologia sem oração, correremos o risco de cairmos no erro do racionalismo teológico, como também uma oração sem teologia resulta em alienismo. Em fim, a espiritualidade em sua integralidade deve haver oração, teologia e experiência pessoal com Deus, uma espiritualidade que caminha para Cristo, com propósito de chagar a sua medida (Ef.4.13). 

Somos desfiados a andar como Jesus andou, seguir os seus passos, na sua pratica de espiritualidade encontramos um exemplo de equilíbrio e integralidade. Ele amou, perdoou, assistiu o necessitado, curou os enfermos, libertou os cativos, acolheu o aflito, assentou-se com pecadores, anunciou as boas novas de salvação, em fim, em Jesus, encontramos a total e perfeita espiritualidade.      

Que possamos trilhar no verdadeiro e longo caminho, seguindo os passos de Jesus, no exercício da piedade, da fé, do amor, da alegria, do perdão, assim fazendo, encontraremos a verdadeira espiritualidade.         
      

   
Reações:

Um comentário:

  1. Ótimo texto.


    Uma boa semana, gostaria de informar que meu blog Sei que Deus existe foi excluído sem eu saber porque, estou fazendo um blog novo e gostaria de convida-la para conhecer, já te sigo com meu perfil, não alterou nada nesta parte, obrigada.

    http://www.blogueirosquepensam.blogspot.com/

    ResponderExcluir