domingo, 3 de abril de 2011

A Relação entre Teologia e Espiritualidade



Por Marcos Aurélio Dos Santos          


A relação entre teologia e espiritualidade, tão importante para termos um relacionamento mais íntimo e pessoal com Deus, não tem sido aplicada de forma correta em nossas igrejas. Existe uma forte tendência em nosso meio de sermos sempre levados ao extremo. Ou seja, abraçando um lado e desprezando o outro. 

Podemos identificar essa realidade observando as igrejas da América do sul e da Europa. A primeira é mística, não dando muita importância a doutrina e reflexão da palavra, baseando sua teologia em experiências pessoais.                                                                                         
·
A segunda prega uma teologia racional, onde a razão prevalece, e submete a Bíblia à razão humana, desprezando o que é espiritual. 

Essa rejeição a espiritualidade, forma teólogos puramente racionalistas, teólogos que não oram, não crêem em verdades espirituais como, dons espirituais e existência de demônios. Não sentem mais o desejo ardente em seus corações de ter um relacionamento mais próximo com Deus.
Diante dessa crise espiritual em que vivemos, existe uma solução. Equilíbrio”.! Para desenvolvermos uma teologia sadia, devemos ter um equilíbrio entre teologia e espiritualidade. Coisas que o nosso intelecto não consegue compreender, só podem ser reveladas por meio da fé. 
A fé não pode anular a razão, mas transcende, revelando verdades espirituais não compreendidas pela limitação do nosso entendimento humano.


 É necessário que haja também uma fé com entendimento, uma fé que pensa, uma fé reflexiva, para não cairmos no erro do fanatismo religioso, onde muitos tem  se tornado alienados por falta de entendimento. Portanto, uma teologia sem espiritualidade nos leva a um racionalismo sem vida, e uma espiritualidade sem teologia, nos leva a uma fé sem entendimento.  

No contexto da Igreja Brasileira, a teologia não tem encontrado lugar de aceitação em nosso meio, pelo menos, em boa parte das Igrejas. Existe em alguns, uma grande dificuldade de ver a teologia como algo sadio, que leva o Cristão a uma fé reflexiva. Nossa hermenêutica é deficiente, exigindo de nós mais empenho na leitura e estudo da Bíblia. 

Outro problema que enfrentamos, é o fato de muitos fundamentarem sua teologia em experiências pessoais, baseado no misticismo, algo que acontece com bastante freqüência em nosso meio.

Necessitamos urgentemente mudar nossa visão a cerca da teologia, pois há grande necessidade de reflexão bíblica, precisamos viver um Cristianismo mais reflexivo, criando assim, igrejas sadias, formando crentes bem fundamentados nos ensinamentos de Cristo. Portanto, diante dessa realidade, a teologia é indispensável para a Igreja brasileira.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário